12/06/2022 10:35h - São Paulo - Coluna Social

Joelma recebe alta hospitalar após ficar internada após inchaço e diagnóstico de esofagite, gastrite e edema

Cantora estava internada desde o último dia 6 em um hospital de São Paulo e chegou a cancelar três shows.

A cantora Joelma recebeu alta na manhã do sábado (11), após dar entrada em hospital de São Paulo, no último dia 6, com quadro de esofagite, gastrite e edema depois de contrair quatro vezes covid-19. A informação da alta médica foi divulgada pela assessoria da cantora. Informamos que a paciente Joelma da Silva Mendes teve alta hospitalar na manhã deste sábado (11) em ótimas condições e seguirá seu tratamento a partir de agora em sua residência. Aproveitamos para agradecer todo carinho, amor e orações de todo o público”. — informou a assessoria de Joelma. A cantora ficou internada em um hospital de São Paulo, para a realização de exames após ter Covid-19 quatro vezes. A última vez que ela contraiu a doença foi em abril deste ano, segundo sua assessoria. A cantora apareceu com o rosto inchado durante um show em Parauapebas, no sudeste do Pará, no final do mês passado (29). Os fãs ficaram preocupados. Joelma disse , em entrevista ao programa “Encontro”, que sofre com ‘efeito sanfona’ após contrair Covid por quatro vezes. “Estou cuidando até agora. Depois de meses, ainda estou tratando das sequelas. Fico naquele efeito incha, desincha. Tem hora que estou inchada, tem hora que estou desinchada. Você vai perceber no vídeo que eu fiz, no musical, que estou inchada. Hoje estou bem menos”, relatou Joelma na época. A cantora publicou em suas redes sociais nesta quinta-feira (9) um comunicado sobre o resultado dos exames. Por causa da internação e do repouso, a cantora cancelou shows nas cidades de Alvorada (TO), São Desidério (BA) e Cordeirópolis (SP) neste fim de semana. Os cancelamentos foram informados pela assessoria da artista nesta quinta. Covid-19 e as doenças de Joelma De acordo com especialistas procurados pelo g1, cerca de 45% dos pacientes com covid apresentam sintomas gastrointestinais. “Já nos pós-covid, as alterações são diversas, e a bem difícil afirmar se e somente por conta da doença, ou se os medicamentos, como corticóides, têm efeito agravante”, explica a gastroenterologista Lia Corrêa. Segundo o médico Luiz Ferreira, o tratamento da covid costuma exigir muitas doses de remédios o que naturalmente pode fragilizar o sistema grastroentestinal do paciente. “Quanto ao covid, temos somente a dizer que o stress e excessos de medicamentos fazem com que haja maiores sintomas e dificultem o tratamento”, afirma o gastroenterologista.

Fonte: Diário da Amazônia

Publicidade

Notícias relacionadas