Rondônia, 06 de dezembro de 2019

NOTÍCIAS

29/11/2019 12:07

Brasil

Sob aplausos e choro, corpo de Gugu Liberato é enterrado

Rose, viúva de Gugu, durante o velório do apresentador Edu Garcia/R7

Sob aplausos e choro, corpo de Gugu Liberato é enterrado

Era cerca de 12h10 quando o caixão contendo o corpo de Gugu Liberato foi sepultado no cemitério Gethsêmani, na região do Morumbi, na zona oeste de São Paulo, nesta sextra-feira (29). Acompanhado de perto por fãs, o enterro aconteceu sob aplausos e um coro de "Força, família" cantado pelo público.

Assim como aconteceu no velório, a emoção de familiares, entre eles João Augusto, filho mais velho de Gugu, Dona Maria do Céu, mãe do comunicador e o irmão Amandio Liberato, comoveu os presentes. Abraçada com o filho, a mulher de Gugu, Rose Miriam chorou muito durante o sepultamento.

Gugu foi enterrado no jazigo da família, ao lado do pai, Augusto Claudino Liberato. Uma coincidência de datas marcou a cerimônia fúnebre: pai e filho foram sepultados com exatos dez anos de intervalo.

Uma grande estrutura foi preparada para a cerimônia de despedida. Grades espalhadas pelo cemitério separavam a área restrita à familiares e aos amigos. Bancos, uma cadeira de rodas e uma equipe de paramédicos ficaram a postos para o caso de necessidade. A principal preocupação era com Dona Maria do Céu, de 90 anos.

O corpo de Gugu deixou a Assembleia Legislativa de São Paulo pouco depois das 10h. O cortejo até o cemitério foi feito em carro aberto do Corpo do Bombeiros. João Augusto seguiu dentro do veículo que transportava o caixão do pai na companhia de um primo. Os demais familiares e alguns amigos seguiram em vans.

Durante todo o trajeto, pessoas nas ruas aplaudiram o cortejo. A cena se repetiu na chegada ao cemitério. Os fãs também gritavam "Ei, Gugu, já disse que te amo hoje?", assim como foi feito durante as gravações do Canta Comigo.

A chegada de Dona Maria do Céu foi aplaudida pelos fãs do apresentador. Em apoio, gritaram: "Dona Maria, força e fé". Emocionada, e ela acenou em resposta ao público.

Antes do enterro, foi feita uma breve cerimônia de despedida para o apresentador, com discursos e uma trombeta fúnebre.

Velório

O avião que trouxe o corpo do apresentador Gugu Liberato pousou no aeroporto de Viracopos, em Campinas, no interior de São Paulo, às 6h de quinta-feira (28). De lá, familiares e caixão seguiu direto para a Assembleia Legislativa de São Paulo, onde foi realizado o velório aberto ao público.

As homenagens ao apresentador se estenderam durante toda a madrugada. A fila de acesso ao velório só foi encerrada às 9h. Antes do fechamento do caixão, uma nova cerimônia de despedida foi feita com amigos e familiares.

Acidente

A morte do apresentador Gugu Liberato foi anunciada em 22 de novembro, aos 60 anos, em Orlando, nos Estados Unidos. O comunicador da Record TV estava internado há dois dias no hospital Orlando Health, quando sofreu uma queda de quatro metros em casa e bateu gravemente a cabeça. Ele foi levado para o hospital já inconsciente e teve morte cerebral.

A informação foi confirmada em nota assinada por familiares e funcionários de Gugu e divulgada pela assessoria de imprensa do apresentador.

"Este é um momento que jamais imaginamos viver. Com profunda tristeza, familiares comunicam o falecimento do pai, irmão, filho, amigo, empresário, jornalista e apresentador Antônio Augusto Moraes Liberato (Gugu Liberato), aos 60 anos, em Orlando, Florida, Estados Unidos", disse o texto.

A família autorizou a doação de todos os órgãos, como era um desejo dele. O apresentador foi homenageado no hospital antes da cirurgia e, segundo a equipe médica, até 50 pessoas poderiam ser beneficiadas com o gesto.

Gugu deixou mulher, a médica Rose Miriam di Matteo, e três filhos: João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sofia, de 15 anos.

Trajetória

Antônio Augusto Moraes Liberato nasceu em São Paulo e se consagrou um dos apresentadores mais celebrados da televisão brasileira. Começou a carreira no SBT, ainda adolescente, trabalhando na produção do Domingo no Parque, de Silvio Santos.

O primeiro grande sucesso de auditório na televisão dele foi o Viva a Noite, exibido aos sábados, entre 1982 e 1992. Em 1988, começou a dividir a grade de domingo do SBT com Silvio Santos, no comando de programas como Passa ou Repassa e TV Animal.

Entre 1993 e 2009, Gugu encabeçava no Domingo Legal uma acirrada disputa de audiência com o Domingão do Faustão, da Globo. Simultaneamente, entre 1991 e 1996, ainda apresentou o Sabadão Sertanejo, posteriormente substituído pelo Sabadão (1997 – 2002).

A estreia na Record TV aconteceu em agosto de 2009, no dominical Programa do Gugu (exibido até junho de 2013). Um dos destaques foi o quadro Escolinha do Gugu, inspirado na Escolinha do Professor Raimundo. O humorístico resgatou personagens clássicos, além de novos atores no elenco.

Em fevereiro de 2015, ele voltou ao ar na emissora, desta vez às quartas-feiras, no Gugu. A atração ficou no ar até 2017.

Em 2018, o apresentador assumiu como titular do Power Couple Brasil e comandou a estreia do Canta Comigo. A segunda temporada ainda está no ar na emissora, com a final marcada para 4 de dezembro. A atração já foi totalmente gravada e a Record TV decidiu exibir .

Além da carreira na TV e inspirado no sucesso dos Menunos, na década de 1980, Gugu lançou os grupos Dominó e Polegar. Ainda na área musical, lançou quatro álbuns: Viva a Música (1986), Gugu (1994), Gugu cantando Com Você (1999) e Gugu Para Crianças (2002).

No cinema, fez participações ao lado de nomes como Xuxa e Os Trapalhões.


Fonte:R7



Sob aplausos e choro, corpo de Gugu Liberato é enterrado


Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...