01/06/2022 09:32h - Brasil - Cultura

Diretor afirma que Tom Cruise não queria fazer Top Gun: Maverick

Filme já arrecadou quase R$ 1,2 bilhão de bilheteria mundial - Divulgação.

Joseph Kosinski, diretor de Top Gun: Maverick, disse que Tom Cruise não queria participar do longa-metragem. “Tive apenas 30 minutos para convencê-lo”, disse Kosinski, em entrevista ao site de resenhas Polygon, no domingo 29. Kosinski explicou que estava lendo o roteiro do novo Top Gun e conversando com Jerry Bruckheimer, produtor do filme, quando algumas ideias surgiram. “Bruckheimer disse que eu precisava apresentar a proposta diretamente a Cruise”, lembrou. O diretor então pegou um voo até Paris, onde Cruise estava gravando a nova sequência do filme Missão Impossível. Foi aí que o diretor percebeu que o astro de Hollywood não queria gravar a continuação do longa-metragem. Entre a gravação de uma cena e outra, Kosinski precisou convencer Cruise a aceitar o papel de protagonista no longa-metragem. Depois de algumas tentativas, o ator se convenceu e ligou para a Paramount Pictures. “Vamos fazer outro Top Gun“, disse Cruise. O filme sofreu diversos atrasos nas gravações por conta da pandemia de covid-19. Mas a direção conseguiu que a superprodução estreasse antes de 30 de maio, no Memorial Day 2022 — feriado nacional nos EUA que lamenta a morte dos militares que morreram ao servir as Forças Armadas. Na estreia nos EUA, a superprodução já arrecadou pouco mais de US$ 125 milhões (cerca de R$ 600 milhões) em bilheteria. Esse foi um recorde na carreira de Cruise, que antes dessa estreia teve a maior bilheteria em Guerra dos Mundos (2005), faturando US$ 64 milhões. Na bilheteria mundial, Top Gun arrecadou US$ 250 milhões (quase R$ 1,2 bilhão).

Fonte: Revista Oeste

Publicidade

Notícias relacionadas