Rondônia, 19 de setembro de 2020

NOTÍCIAS

04/09/2020 13:51

Brasil

Lionel Messi anuncia que vai permanecer no Barcelona

Craque argentino diz que jamais iria para a Justiça contra o clube da sua vida - Foto: Rafael Marchante / Reuters

Lionel Messi anuncia que vai permanecer no Barcelona

Em decisão anunciada nesta sexta-feira, o atacante Messi informou seus fãs que vai cumprir seu contrato com o Barcelona até o fim da temporada, que se encerra em junho de 2021. Dessa forma, o jogador argentino permanece no clube que o lançou no futebol dezesseis anos atrás. Seu desejo era deixar o clube juntamente com alguns de seus companheiros após a contratação do técnico holandês Ronald Koeman. "Eu vou continuar no clube porque o presidente me disse que a única forma de sair era pagar 700 milhões de euros (R$ 4,3 bilhões", disse o argentino em entrevista ao site Goal.

"Eu pensei e estávamos seguros que eu estava livre, o presidente sempre disse que no fim da temporada eu poderia decidir se ficava ou não e agora eles se agarram ao fato de que não comuniquei antes de 10 de junho, sendo que em 10 de junho estávamos disputando LaLiga, no meio dessa situação desse vírus de merda e dessa doença que alterou todas as datas. E por esse motivo é que vou ficar no clube. Agora vou continuar no clube porque o presidente disse que a única maneira de eu sair é pagando a cláusula de 700 milhões de euros, o que é impossível, e que a outra maneira seria acionar a Justiça. Eu não iria à Justiça contra o Barça nunca porque é o clube que amo, que me deu tudo desde que cheguei aqui, é o clube da minha vida, fiz minha vida aqui, o Barça me deu tudo e eu dei tudo pelo Barça, jamais passou pela minha cabeça levar isso à Justiça", declarou.

Messi enviou um pedido de rescisão oficial ao Barcelona na semana passada, em caráter irrevogável. Mas teve de mudar de opinião ao ser questionado sobre multa rescisória de R$ 4,3 bilhões. O jogador e seu estafe queriam romper o acordo sem qualquer ônus. Assim, Messi terá de se reapresentar imediatamente, fazer exames para covid-19 e começar a treinar. Tanto a La Liga, que comando o futebol na Espanha, quanto o clube catalão entendem que Messi precisa para a multa.

"Do meu lado estiveram as mesmas pessoas de sempre. Isso me basta e me fortalece. Mas me senti mal por coisas que escutei das pessoas, do jornalismo, de pessoas colocando em dúvida meu barcelonismo e dizendo coisas que acho que eu não merecia. Isso também serviu para ver quem é quem. Esse mundo do futebol é muito difícil e tem muita gente falsa. Isso tudo que aconteceu serviu para reconhecer muita gente falsa por quem eu tinha consideração. Doeu muito quando duvidaram do meu amor por este clube. Por mais que eu vá embora ou que fique, meu amor pelo Barcelona não vai mudar nunca", afirmou.

O camisa 10 afirmou que a decisão não veio após a humilhante derrota para o Bayern de Munique pela Liga dos Campeões: "Claro que foi muito difícil decidir. A decisão não veio com o resultado do Bayern, veio depois de muitas coisas. Sempre disse que queria terminar minha carreira aqui e sempre disse que queria ficar aqui. Que queria um projeto vencedor e ganhar títulos com o clube para seguir aumentando a lenda do Barcelona em nível de títulos. E a verdade é que faz tempo que não há projeto nem nada, estão fazendo malabarismo e vão tapando buracos à medida que as coisas acontecem. Como eu disse antes, sempre pensei no bem estar da minha família e do clube".

"Quando comuniquei isto para minha esposa e meus filhos foi um drama bárbaro. Toda a família chorando, meus filhos não queriam sair de Barcelona ou mudar de colégio. Olhei mais adiante e quero competir no nível máximo, ganhar títulos, disputar a Champions. Você pode ganhar ou perder a Champions, porque é muito difícil, mas é preciso competir. Pelo menos disputá-la e não deixar acontecer o que aconteceu contra Roma, Liverpool ou Bayern. Tudo isso me levou a tomar essa decisão que não levei adiante", completou.


Fonte:Terra





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...