Rondônia, 03 de dezembro de 2020

NOTÍCIAS

09/09/2020 08:25

Acre

No Acre, Bruno registra BO e pede corpo de delito após lesões causadas por tornozeleira

Bruno foi condenado a mais de 20 anos de prisão pelo homicídio de Eliza Samudio.

No Acre, Bruno registra BO e pede corpo de delito após lesões causadas por tornozeleira

O goleiro Bruno Fernandes de Souza procurou a Delegacia de Flagrantes (Defla) de Rio Branco no início da noite desta terça-feira, 8, para reclamar de lesões que estariam sendo provocadas pelo uso da tornozeleira eletrônica durante os treinos e jogos oficiais pelo time do ‘Estrelão’.

Bruno registrou um Boletim de Ocorrência (BO) relatando o caso e solicitou a realização de um exame pericial de lesão corporal, o exame de corpo de delito. O atleta citou que o aparelho estaria machucando e inclusive dificultando a locomoção, devido aos ferimentos.

Segundo o goleiro, a Federação Internacional de Futebol (Fifa) já estabelece que jogadores não devem jogar usando qualquer tipo de adereço junto ao corpo.

O atleta vem tentando reverter a decisão promulgada pelo Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) nessa segunda-feira, 7, de que Bruno teria de jogar usando a tornozeleira.

Goleiro Bruno foi condenado a mai de 20 anos de prisão pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho.


Fonte:Ac 24 horas





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...