Publicidade
Publicidade

06/07/2022 14:43h - Austrália - Mundo

Airbus A380 da Emirates “voou 14 horas” com buraco na lateral

Airbus A380 voou pela Emirates com um buraco na lateral - Reprodução/Twitter (@jacdecnew).

Os passageiros que viajavam em um voo da Emirates para Brisbane, na Austrália, ficaram surpresos quando notaram um enorme buraco na lateral da aeronave enquanto desembarcavam. Aqueles a bordo do Airbus A380 de Dubai para a cidade australiana ficaram sabendo dos danos ao sair do avião após o voo de cerca de 14 horas em 1º de julho. Imagens da aeronave compartilhadas nas redes sociais revelam a extensão do furo, causado por um pneu rompido por uma “falha técnica” durante a viagem, segundo a companhia aérea. Um dos passageiros a bordo foi ao Twitter para descrever o incidente “aterrorizante”, que ocorreu “durante o voo”. “Foi absolutamente aterrorizante no começo e a tripulação sabia que algo sério poderia ter acontecido — entraram imediatamente em contato com a cabine”, escreveu Andrew Morris, professor de inglês da Universidade de Loughborough, no Reino Unido. “Pouco depois, eles voltaram ao normal. O comportamento calmo (da equipe) era reconfortante, eles sabiam que não era catastrófico.” Embora não esteja claro exatamente quanto tempo o avião estava no ar quando o problema ocorreu, alguns relatórios sugerem que pode ter sido cerca de 45 minutos de voo. O site de aviação comercial Aviation Herald informa que a tripulação avisou os controladores de tráfego aéreo no aeroporto de Brisbane sobre a situação com antecedência e solicitou que o painel fosse atendido pelos serviços de emergência no pouso Mais tarde, a Emirates divulgou um comunicado enfatizando que a ruptura não afetou “a fuselagem ou a estrutura da aeronave”. “Nosso voo EK430 que voava de Dubai para Brisbane em 1º de julho sofreu uma falha técnica”, diz o comunicado. “Um dos 22 pneus da aeronave se rompeu durante o cruzeiro, causando danos a uma pequena porção da carenagem aerodinâmica, que é um painel externo ou a pele da aeronave”. A companhia aérea confirmou que a aeronave pousou com segurança na Austrália e os passageiros desembarcaram conforme o programado. Danos ao exterior do avião de fuselagem larga já foram reparados. “A carenagem foi completamente substituída, verificada e liberada por engenheiros, Airbus e todas as autoridades relevantes”, acrescenta a Emirates. “A segurança de nossos passageiros e tripulantes sempre foi nossa principal prioridade”. O incidente ocorreu poucos dias depois que o superjumbo A380, em declínio antes da pandemia, recebeu uma espécie de adiamento, quando a companhia aérea alemã Lufthansa anunciou planos de reimplantar o avião a partir do verão de 2023. O Airbus A380 está de saída desde que a Airbus anunciou em 2019 que estava encerrando a produção do avião. Por Tamara Hardingham-Gill
Publicidade

Fonte: CNN Brasil

Publicidade

Notícias relacionadas