Rondônia, 10 de agosto de 2020

NOTÍCIAS

14/01/2020 07:29

Estados Unidos

EUA: passageiros de voos nacionais terão que apresentar Real ID no embarque

Funcionários da TSA nos aeroportos já estão orientando os passageiros sobre os novos procedimentos, que entram em vigor em outubro (Foto: Divulgação – TSA)

EUA: passageiros de voos nacionais terão que apresentar Real ID no embarque

A agência federal que cuida da área de transportes nos Estados Unidos (Transportation Security Administration – TSA) anunciou que as novas regras nos aeroportos entrarão em vigor a partir de 1º de outubro. As medidas são fruto da implementação da última fase da lei conhecida como Real ID Act, que vai exigir dos viajantes com mais de 18 anos a apresentação de uma identidade aprovada pelas autoridades nos EUA mesmo em voos nacionais.

O Real ID ACT é uma norma de segurança exigida pelo governo federal criada em 2005.

O Departamento de Homeland Security (DHS) exige que as driver’s licenses sejam emitidas com padrões nacionais de segurança. Alguns estados ainda não se adequaram às normas e ganharam até outubro de 2020 para produzir o documento. A Flórida está entre os estados que já se adequaram às normas.

A nova lei mudou a maneira como os estados emitem as carteiras de motorista e cartões de identificação. A partir de agora, os residentes devem enviar mais documentos para comprovar sua identidade e status imigratório, num padrão que passou a ser adotado em todo o país. “Este é um passo importante para melhorar a segurança da aviação comercial e alertamos aos viajantes que eles tenham em mãos documentos compatíveis”, disse o então secretário do Departamento de Segurança Interna (DHS), Kevin K. McAleenan, em comunicado no ano passado.

Isso não significa, porém, que quem chegar ao aeroporto sem um documento válido vai perder o avião: até outubro, ainda há chance de embarcar, mas somente após um minucioso processo de verificação feito por um funcionário da TSA. A situação deve ficar mais complicada a partir da data limite definida pelo governo. Os documentos aceitos (Real IDs) e que atendem aos requisitos geralmente são marcados com uma estrela localizada na parte superior do cartão.

Com esse novo procedimento, a TSA recomenda a chegada ao aeroporto pelo menos duas horas antes do horário do voo. Entre as formas de identificação aceitáveis estão a carteira de motorista REAL ID (o novo modelo ou equivalente), passaporte dos EUA, cartão de viajante confiável do DHS (Global Entry, NEXUS, SENTRI, FAST etc.), identificação do Departamento de Defesa, cartão de residência permanente ou passaporte do país de origem com visto regular e válido.


Fonte:ACHEIUSA





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...