Publicidade
Publicidade

09/06/2022 15:18h - Ucrânia - Mundo

Governo confirma morte de brasileiro que lutava contra os russos na Ucrânia

Soldado André Hack Bahi, de 43 anos, morreu em combate com tropas russas em Severodonetsk, informou o Itamaraty - Foto: Reprodução/Facebook.

O Ministério das Relações Exteriores confirmou a morte do brasileiro André Hack Bahi, de 43 anos, que combatia ao lado das tropas ucranianas na região do Donbas, epicentro do conflito nas últimas semanas. A confirmação da morte do brasileiro chegou nesta quinta-feira, 9, por meio da Embaixada do Brasil em Kiev. Natural de Porto Alegre, André Hack Bahi faleceu em confronto com tropas russas em Severodonetsk, informou o Itamaraty. A cidade é o último bastião da resistência ucraniana em Luhansk, que, de acordo com o presidente ucraniano, Volodmir Zelenski, definirá o futuro de Donbas. O Itamaraty já havia informado na segunda-feira, 6, que a Embaixada em Kiev estava apurando os relatos de que um brasileiro teria morrido em conflito em território ucraniano, mas não havia confirmado a morte. Em entrevista ao Estadão na quarta-feira, 8, a irmã do soldado, Tatiane Hack Bahi, afirmou que tinha esperanças de encontrar o irmão vivo. " André desembarcou na Ucrânia em 28 de fevereiro, quatro dias depois do início da invasão russa. Em seu perfil em uma rede social, o soldado gaúcho divulgava um link da Legião Internacional de Defesa Territorial da Ucrânia, para a qual o brasileiro dizia ter se voluntariado. O site, lançado pelo governo ucraniano em março, dá instruções a estrangeiros de pelo menos 60 países de como se voluntariar. Na aba dedicada ao Brasil, as instruções levam ao site e às informações de contato da Embaixada da Ucrânia. Por Luciano Nagel, Especial para o Estadão.
Publicidade

Fonte: Estadão

Publicidade

Notícias relacionadas

Publicidade