Rondônia, 20 de maio de 2019

NOTÍCIAS

26/03/2019 07:36

Ásia

Isenção de visto: Ásia consolida seu poder no passaporte

Ásia consolida seu poder no passaporte

Isenção de visto: Ásia consolida seu poder no passaporte

Em uma demonstração retumbante do crescente poder e da influência da Ásia no cenário mundial, Japão, Cingapura e Coréia do Sul ocupam agora o primeiro lugar no Índice Henley Passport, com uma pontuação de isenção de visto/visto de chegada de 189. Estes últimos resultados consolidam 12 meses de domínio asiático, depois que o Japão subiu para o primeiro lugar em fevereiro do ano passado.

Após a isenção de visto do Uzbequistão, a Alemanha atualmente permanece sozinha em 2o lugar, com uma pontuação de 188. Cinco países agora compartilham o 3o lugar no índice - que é baseado em dados exclusivos da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) - com uma pontuação de 187: Dinamarca, Finlândia, França, Itália e Suécia. É improvável que o Reino Unido e os EUA recuperem o primeiro lugar que detiveram em conjunto em 2015, com o Reino Unido agora em 5o lugar com pontuação de isenção de visto/visto de chegada de 185, e os EUA em 6o, com uma pontuação de 184. O Afeganistão e o Iraque permanecem na base do ranking, com apenas 30 pontos, posição que ocupou ao longo dos 14 anos de história do índice.


Os Emirados Árabes Unidos continuam sua trajetória ascendente e estão agora a apenas um ponto da entrada no top 20 do índice. Após a recente formalização de um acordo de isenção de visto assinado com a Rússia, os portadores de passaporte dos Emirados Árabes Unidos agora podem acessar 165 destinos sem visto prévio. A ascensão da China é menos intensa, mas é uma mudança que os especialistas acreditam ser muito mais significativa do ponto de vista geopolítico: o país agora está em 68o, tendo subido 11 posições desde 2008.

O Dr. Parag Khanna, fundador e sócio-gerente do FutureMap, diz: "Com todos os países asiáticos no topo do índice, há um claro impulso por trás da região tomando o centro das atenções na globalização. A ascensão constante da China por meio de seus acordos de isenção de vistos mostra como medidas incrementais e recíprocas podem levar a um progresso significativo na confiança e no reconhecimento."

A força geral do passaporte dos países com programas de cidadania por investimento (CBI) é outra das histórias de sucesso do índice. Malta atualmente está na 8a posição,àfrente da Austrália, Islândia e Nova Zelândia, e Montenegro, que deve lançar seu programa CBI em breve, subiu 19 lugares desde 2009, chegando ao 43o lugar com uma pontuação de isenção de visto/visto de chegada de 143. A Moldova saltou 21 posições na última década e agora está em 45o lugar no índice com detentores capazes de viajar para 121 destinos globais sem visto.

O Dr. Juerg Steffen, o CEO de Henley & Partners, diz: "Os programas de migração de investimentos ajudam a fortalecer e a diversificar as economias dos estados soberanos, permitindo que os governos direcionem capital para projetos de desenvolvimento interno, criando novas oportunidades de emprego, incentivando mais investimentos e melhorando a vida dos cidadãos comuns. Para os investidores, a mobilidade de viagem proporcionada por um segundo passaporte é incomparável e as oportunidades que ela oferece são incomparáveis."


Fonte:Terra





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...