Rondônia, 28 de fevereiro de 2020

NOTÍCIAS

28/12/2019 09:04

Japão

Japão enforca chinês condenado por assassinar quatro pessoas

Masako Mori, do Ministério da Justiça do Japão, fala durante uma coletiva de imprensa, em 26 de dezembro de 2019, sobre o enforcamento de um chinês condenado pelo assassinato de uma família de quatro pessoas

Japão enforca chinês condenado por assassinar quatro pessoas

Um preso chinês condenado à morte foi executado por enforcamento nesta quinta-feira no Japão, segundo o Ministério da Justiça do país. Esta é a terceira execução que acontece no ano de 2019 no país.

"O condenado no corredor da morte, Wei Wei, foi executado esta manhã", afirmou o Ministério em um comunicado.

Wei Wei, de 40 anos, foi condenado à forca pelo assassinato, com o objetivo de assalto, de um casal e seus dois filhos na cidade de Fukuoka, em 2003. Esta é a primeira execução de um estrangeiro nos últimos dez anos.

"Um ato extremamente cruel", segundo o Ministério.

Ele atuou com dois cúmplices chineses que fugiram, mas depois foram presos na China. No processo, Wei Wei admitiu os fatos, mas negou ser o autor intelectual. Ao todo, 110 presos estão no corredor da morte nas instituições carcerárias japonesas, alguns deles há décadas.

Esta foi a terceira execução do ano, um número significativamente menor em comparação a 2018, quando foram aplicadas 15 condenações de pena capital.

Várias organizações de direitos humanos solicitaram uma moratória durante o ano das Olimpíadas de Tóquio em 2020, mas o Ministério da Justiça evitou responder quando foi questionado pela AFP.

No Japão, o debate sobre a pena de morte é evitado. O governo alega que, segundo pesquisas, 80% da população é a favor. De acordo com a mesma pesquisa, porém, a proporção de apoio à pena de morte cai para apenas 50%, "se a sentença de prisão perpétua existir sem a possibilidade de liberdade condicional".


Fonte:YAHOO





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...