Rondônia, 17 de setembro de 2019

NOTÍCIAS

11/09/2019 11:51

Acre

Grileiro denuncia à Polícia Federal invasores na terra que ele invadiu

Dirceu Kruger procurou a PF para denunciar uma invasão na terra da União que ele havia invadido. (Foto: Reprodução)

Grileiro denuncia à Polícia Federal invasores na terra que ele invadiu

Um grileiro de terras denunciado pelo MPF (Ministério Público Federal) procurou a PF (Polícia Federal) do Acre para denunciar invasores da terra que ele mesmo tinha invadido anos atrás.

O grileiro Dirceu Kruger procurou a Superintendência em Rio Branco, em novembro de 2017, afirmando que homens estavam invadindo e loteando sua “propriedade” em Boca do Acre, no Sul do Amazonas. As informações são do jornal O Globo.

“Essas terras... eu descobri que ela estava lá solta, sem dono. Terra da União. E eu fui lá, abri estrada e me apossei dela. Não comprei de ninguém. Se o cara falar que eu comprei, não (é verdade). Eu estava lá, eu fui olhar, era terra da União e eu fiz uma posse em cima dela. E comecei a mexer nela”, conta Kruger, segundo depoimento em vídeo obtido pelo jornal O Globo.

Em maio deste ano, quase um ano e meio depois do depoimento, ele foi preso pela PF.

A terra que ele afirma ser sua “propriedade”, na verdade, é uma área de 5 mil hectares da União. Indignado, Kruger ainda cita “falta de ética” dos grileiros que, segundo ele, estariam dividido a terra em lotes e comercializando com base em documentos falsificados.

“Não sei que tipo de documento que eles têm pra vender isso aí (...). Faz um recibo de compra e venda, contrato... mas, pra você fazer um contrato de uma terra, tu tem que ver com o vizinho pra saber se ele está ciente daquilo ali. Do que é e do que não é”, relatou ele à PF.

Em junho deste ano, ele e sua mulher foram denunciados por lavagem de dinheiro pela Operação Ojuara, do MPF, que desmantelou um esquema milionário de grilagem de terras no interior da Amazônia.

Segundo dados do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), o grileiro acumula multas no valor de R$ 44 milhões. Para a PF, Kruger é uma peça-chave do esquema desmantelado pela Operação Ojuara, já que há indícios de que ele seria contratado por fazendeiros que grilavam terras públicas para fazer o desmate dessas áreas.


Fonte:YAHOO





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...