Rondônia, 19 de setembro de 2019

NOTÍCIAS

12/06/2019 14:52

Brasília

Marcos Rogério vota a favor do decreto de arma de Bolsonaro, mas governo sofre derrota

Por maioria de votos, a CCJ votou para derrubar o decreto que flexibiliza o porte de armas.

Marcos Rogério vota a favor do decreto de arma de Bolsonaro, mas governo sofre derrota

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado votou para derrubar o decreto de Bolsonaro que flexibiliza o porte de armas. A votação aconteceu nessa quarta-feira (12).

A flexibilização do acesso as armas foi uma promessa de campanha de Bolsonaro durante as eleições caso chegasse à presidência. Já nos primeiros meses de governo baixou um decreto flexibilizando aos brasileiros o acesso a posse e ao porte de arma de fogo, porém acabou sofrendo uma derrota por parte do Senado e teve o seu decreto derrubado na CCJ por 15 a 9 votos.

O Senador por Rondônia, Marcos Rogério (DEM) juntamente com outros 8 senadores apoiaram decreto do presidente, mas acabaram sendo vencidos pelos votos de outros 15 senadores.

Veja abaixo os nomes dos senadores que votaram a favor e contra o decreto.

A favor do decreto:

Ciro Nogueira (PP)
Luis Carlos Heinze (PP)
Marcos do Val (Cidadania)
Angelo Coronel (PSD)
Arolde Oliveira (PSD)
Oriovisto Guimarães (Podemos)
Juíza Selma (PSL)
Marcos Rogério (DEM)
Jorginho Mello (PL)

Votaram contra o decreto:

Renan Calheiros (MDB)
Esperidião Amin (PP)
Veneziano Vital do Rêgo (PSB)
Cid Gomes (PDT)
Fabiano Contarato (Rede)
Alessandro Viera (Cidadania)
Otto Alencar (PSD)
Antonio Anastasia (PSDB)
Eduardo Girão (Podemos)
Rose de Freitas (Podemos)
Rodrigo Cunha (PSDB)
Humberto Costa (PT)
Renilde Bulhões (Pros)
Rogério Carvalho (PT)
Rodrigo Pacheco (DEM)


Fonte:Jornalrondoniavip





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...