Rondônia, 28 de maio de 2020

NOTÍCIAS

31/03/2020 09:08

Porto Velho

Agevisa orienta serviços de alimentação sobre técnicas de prevenção e controle da Covid-19

Os serviços de alimentação devem ficar atentos às medidas de prevenção do coronavírus

Agevisa orienta serviços de alimentação sobre técnicas de prevenção e controle da Covid-19

Higienizar adequadamente os produtos é fundamental, mas neste período de pandemia pelo coronavírus escolher frutas no supermercado, comprar pão na padaria, e qualquer outra forma manipulação de alimentos requer cuidados especiais. Em nota técnica, a Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), orienta serviços de alimentação quanto às medidas de prevenção e controle da Covid-19.

Em Rondônia, conforme decreto do governador, coronel Marcos Rocha, continuam funcionando açougues, supermercados, panificadoras e restaurantes a margem de rodovias. De acordo com a gerente técnica de Vigilância Sanitária, Vanessa Ezaki, as recomendações feitas aos serviços de alimentação são para minimizar os riscos de contaminação.

Esses estabelecimentos devem disponibilizar a todos os clientes e funcionários o acesso fácil às pias com água corrente, sabão líquido, toalhas descartáveis e lixeiras com tampa acionada por pedal. Na indisponibilidade de pias, devem manter frascos com preparação alcoólica a 70% para uso de funcionários e clientes.

Essa preparação alcoólica a 70% deve estar em locais visíveis, estratégicos e de fácil acesso aos clientes e funcionários, principalmente na área de manipulação de alimentos. Devem-se lavar as mãos antes e após a manipulação dos alimentos ou após qualquer interrupção na manipulação. Também deve haver avisos com orientações sobre a importância da higienização das mãos para prevenção de doenças em locais visíveis aos clientes e funcionários.

A Agevisa orienta ainda evitar o consumo de produtos de origem animais crus ou mal cozidos. Carne crua, leite ou órgãos de animais devem ser manuseados com cuidado, para evitar a contaminação cruzada com alimentos não cozidos.

Outras medidas preventivas são não compartilhar utensílios (copos, talheres e outros); manter a distância recomendada entre as pessoas; intensificar a limpeza dos pisos com água, sabão e solução de água sanitária ou produto próprio para limpeza e desinfecção.

É preciso ainda estabelecer rotina frequente de desinfecção (álcool 70%, fricção por 30 segundos) de balcões, vitrines, maçanetas, torneiras, porta papel toalha, porta sabão líquido, corrimões, painéis de elevadores; manter limpos os componentes do sistema de climatização, e intensificar a limpeza e desinfecção dos sanitários existentes, destinados aos funcionários e ao público, com solução de água sanitária ou outro produto desinfetante.

Considerando também sempre adotar rigorosa etiqueta respiratória ao tossir ou espirrar (deve-se cobrir o nariz e a boca com lenços descartáveis ou toalha de papel), evitando tocar os olhos, nariz e boca e higienizando as mãos na sequência.

Caso seja identificado colaborador/servidor que apresente sintomas (febre, tosse, produção de escarro, dificuldade para respirar, dor de garganta) que tenha/teve contato com casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, deve-se orientá-lo a comunicar imediatamente a Vigilância Epidemiológica municipal e buscar informações sobre atendimento médico para avaliação e investigação diagnóstica.


Fonte:SECOM





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...