Rondônia, 01 de dezembro de 2021

NOTÍCIAS

04/10/2021 17:03

Cacoal

Cacoal é destaque em número de cirurgias de captação de órgãos

Órgãos doados foram destinados a pacientes de Rondônia, Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e Pará

Cacoal é destaque em número de cirurgias de captação de órgãos

O Governo de Rondônia, por meio da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do Complexo Hospitalar de Cacoal, em parceria com a Coordenação de Organização de Procura de Órgãos (OPO) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), realizou duas cirurgias de captação de órgãos em Cacoal na última semana.

Aos poucos, a doação de órgãos tem começado a fazer parte das rodas de conversas dos rondonienses e o tema tem ganhado a atenção de muitas famílias. Hoje, só é possível fazer a doação com a autorização expressa de pelo menos um familiar, após constatado o óbito. Essa popularização do tema tem sido essencial para que vidas sejam salvas e para que pacientes, que aguardam na fila por transplante, tenham a chance de viver com mais qualidade.

Para a coordenadora do CIHDOTT, Leiri Bonet, em muitos casos, manifestar a vontade de doar em vida, ajuda os familiares na hora de decidir. “Com este ato em vida, tiramos o peso da decisão da família que já está fragilizada com a notícia do óbito. Sabendo do ‘SIM’ de seu ente querido em vida, a família só irá concretizar esta vontade para a equipe, autorizando a doação”, destacou.

Uma das cirurgias foi realizada na quinta-feira, 30 de setembro, no Hospital Regional de Cacoal (HRC). O paciente foi um jovem de 14 anos, do município de Vale do Paraíso. Vítima de um traumatismo crânio-encefálico (TCE), o garoto estava internado na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica do HRC. Foram os pais do jovem que autorizaram a doação. Com o gesto, pacientes do Distrito Federal, do Pará e de Rondônia ganharam uma nova chance, a possibilidade de uma vida melhor.

Já na sexta-feira (1º), o doador foi um homem de 40 anos, de Rolim de Moura. Também vítima de um traumatismo crânio-encefálico, ele estava internado no Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal (Heuro), onde foi realizada a cirurgia de captação. A doação foi autorizada pela irmã e os órgãos do paciente foram encaminhados para São Paulo, Rio de Janeiro e também Rondônia.

Nas duas cirurgias realizadas na última semana em Cacoal, foram captados fígado, rins e córneas dos doadores. “Com estas duas cirurgias, chegamos a sete captações realizadas em Cacoal, neste ano de 2021. Podemos dizer, com isso, que este ano retiramos da fila de espera 32 pessoas, que ganharam esperança de dias melhores”, ressalta a coordenadora da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante em Cacoal.

De acordo com a profissional, o Brasil registra uma fila de 53.218 pessoas aguardando um doador. O transplante de rim ocupa o topo do ranking. São mais de 31 mil pessoas na espera. Em seguida vem o transplante de córnea, com mais de 19 mil brasileiros na fila.

No estado de Rondônia, as cirurgias de captação de órgãos também são realizadas em Porto Velho e Vilhena. Em 2021, das 11 captações de órgãos que ocorreram em Rondônia, sete foram realizadas em Cacoal.

Em Rondônia, o sucesso e a agilidade para a captação e transporte de órgãos para a doação são frutos da dedicação e do esforço de diversos agentes envolvidos. “Queremos agradecer a Força Aérea Brasileira (FAB), que disponibiliza aeronaves e equipes para o transporte do fígado, pois o mesmo tem tempo de isquemia curto e precisa de muita agilidade. Agradecemos ao Governo de Rondônia que, com a terceirização de aeronaves, permite um transporte ágil de Cacoal à Porto Velho e a parceria de empresas aéreas (voos comerciais) que levam os órgãos para o seu local de destino”, concluiu Leiri Bonet.


Fonte:SECOM/RO



Cacoal é destaque em número de cirurgias de captação de órgãos


Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...