Publicidade
Publicidade

03/05/2022 09:18h - Porto Velho - Saúde

Hospital Cosme e Damião recebe material para iniciar obras de reforma

A reforma no Hospital Infantil Cosme e Damião será iniciada pelo telhado, e depois a parte interna vai receber a manutenção.

Referência em atendimento de média e alta complexidade de crianças de todo o estado de Rondônia, o Hospital Infantil Cosme e Damião, localizado em Porto Velho, recebe investimento do Governo de Rondônia de R$ 389.965,26 (trezentos e oitenta e nove mil, novecentos e sessenta e cinco reais, e vinte e seis centavos) para reforma. Os primeiros materiais para dar início às obras foram entregues e os trabalhos iniciados na manhã desta segunda-feira (2). A obra será executada por uma empresa terceirizada contratada por meio de licitação, que contará com um total de nove funcionários envolvidos na reforma do hospital. O secretário adjunto da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), Maxwendell Batista, explica que foram firmados dois contratos, sendo o primeiro aprovado para o início da reforma e o outro, para a segunda etapa, com pintura interna e externa do edifício, que está em fase de licitação, com o valor estimado de R$ 431.271,74 (quatrocentos e trinta e um mil, duzentos e setenta e um reais, e setenta e quatro centavos). “A reforma será iniciada pelo telhado, e depois a parte interna vai receber a manutenção, como o forro, por exemplo. O segundo contrato firmado, vai abranger pintura do hospital. Esperamos que dentro de 120 dias, toda a obra esteja concluída nas duas fases”, salienta o adjunto da Sesau. O diretor adjunto do Hospital Infantil Cosme e Damião, Daniel Pires de Carvalho, ressalta que a obra é uma prioridade do Governo. “Já vínhamos há um tempo com esta expectativa e daqui a pouco, estaremos com o hospital reformado para oferecer um conforto maior para os usuários e profissionais que aqui trabalham. Ainda estamos recebendo pacientes de média e alta complexidade de todo o Estado. Durante os atendimentos, todos recebem classificação conforme o caso de saúde relatado. Vamos cumprir com nosso objetivo, que é atender crianças que estão com casos de maior gravidade”, disse Daniel. ATENDIMENTOS SERÃO MANTIDOS Sobre o fluxo durante a reforma, o secretário adjunto da Sesau explica que durante obra, os atendimentos vão seguir normalmente. Maxwendell Batista pontua que no serviço interno que corresponde à troca de gesso haverá necessidade de remanejamento que acontecerá de forma gradativa, ou seja, quando um setor for isolado para a obra, os pacientes serão remanejados para o ‘‘Barretinho’’ – unidade hospitalar – anexa ao Hospital de Base Ary Pinheiro, que fica próximo ao Cosme e Damião. Já os pacientes de UTI serão remanejados para a UTI – 2 do Hospital de Base, enquanto a troca do gesso estiver sendo feita no setor. O Hospital atende cerca de 100 casos de média e alta complexidade por dia. A unidade é composta, além da UTI, pelos setores de internação rápida (Posto 1), cirúrgico e crônicos (Posto 2), assistência clínica (Posto 3) e o setor de atendimento semi-intensivo. O secretário adjunto, detalha como está sendo o diálogo com os demais municípios. “Estamos mantendo o diálogo com os municípios, a respeito do atendimento a todos os pacientes que vêm de vários locais neste momento, pois estamos atendendo somente casos de maior gravidade. Todos os pacientes que chegam, estão sendo atendidos. Os que não possuem critério de urgência, são contra referenciados aos municípios após o contato com o médico plantonista”, finaliza Maxwendell.
Publicidade

Fonte: SECOM/RO

Publicidade

Notícias relacionadas

Publicidade