Rondônia, 30 de outubro de 2020

NOTÍCIAS

18/09/2020 14:18

Porto Velho

Rondônia registra mais de 86% de cura da Covid-19

Seis municípios de Rondônia apresentam 97% de cura, no ranking que utiliza como base, os dados apresentados pela Agevisa

Rondônia registra mais de 86% de cura da Covid-19

Pouco a pouco a população de Rondônia demonstra que está vencendo a Covid-19. Os registros desta sexta-feira (18) confirmam que 86,03% dos pacientes infectados já estão recuperados do coronavírus; são 53.476 pessoas, entre os 62.158 casos confirmados, que venceram a doença, segundo a Edição 183, do Boletim diário sobre coronavírus em Rondônia.

Os índices que representam os pacientes recuperados são animadores: 30 municípios do Estado de Rondônia apresentam índice de cura entre 90% e 97%; em outros 17 municípios, o índice de cura varia entre 80% e 89%. Ou seja, dos 52 municípios do Estado de Rondônia, em 47 o índice de cura varia entre 80% e 97%.

Em quatro municípios, o índice de cura varia entre 74% e 79%. Somente um município de Rondônia apresenta o índice de cura da Covid-19 inferior a 50%, ou seja, o número de curados representa 45% do número de total de infectados.

Seis municípios de Rondônia apresentam 97% de cura, o melhor no ranking que utiliza como base, os dados apresentados pela Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), são eles: Chupinguaia, Espigão do Oeste, Presidente Médici, Itapuã do Oeste, Cacaulândia e São Felipe do Oeste.

Porto Velho atualmente registra 81% dos casos curados. Foram 28.853 pacientes confirmados com a Covid-19 e destes, 23.414 foram curados.

“É um bom número. Demonstra que muitos estão vencendo a doença, mas não significa que podemos sair e comemorar. Não podemos esquecer dos que perderam a vida para esse vírus e ainda perdem”, diz Ana Flora Gerhardt, diretora geral da Agevisa.

Os dados são repassados diariamente pelo Centro de Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), coordenação da Agevisa que reúne e coordena os números referentes a diversas endemias, entre elas, a Covid-19, e repassa para a elaboração de documentos oficiais que dão visibilidade acerca do assunto.

João Adalto Marins Gonçalves, engenheiro químico, atua no setor da Agevisa que monitora os números da Covid-19 há mais de cinco meses. “Dá para perceber que os casos estão estabilizando no Estado, o motivo não sabemos dizer, mas o resultado começa a ficar positivo”, indica.


Fonte:SECOM





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...