Publicidade
Publicidade

25/07/2022 10:12h - Porto Velho - Saúde

Samu realizou mais de 18 mil ocorrências utilizando o Sistema Vsky

Implantação da ferramenta durante os procedimentos completou um ano em atividade.

Implantado há um ano, o Sistema Vsky já ajudou as equipes do Serviço Móvel de Urgência (Samu) no atendimento de mais de 18 mil ocorrências médicas em Porto Velho. O sistema permite o acompanhamento em tempo real dos percursos e a localização das ambulâncias que atendem a população tanto na região urbana da capital quanto no distrito de Jaci-Paraná, onde também tem uma base do Samu. Das quase 18 mil ocorrências atendidas em um ano pelo município, 57% são provenientes de causas clínicas e outros 33 % são atendimentos traumatológicos. Segundo Raymisson Corrêa, diretor do Samu, todo o processo de trabalho, que antes era feito manualmente com a utilização de papel e caneta, agora passou a utilizar a ferramenta nas execuções dos serviços, mudando a forma de atendimento das equipes durante o primeiro atendimento. "Com a utilização do smartphone, o sistema digital além de mudar a comunicação com a equipe que está no local da ocorrência, mudou também a forma como trabalhamos com os dados”, explicou Raymisson Corrêa, diretor do Samu. Com a utilização da tecnologia a favor da população, o processamento de informações analíticas, obtidos no decorrer dos atendimentos, oferece maior amplitude em relação aos locais de maior índice de acidentes, tipos de procedimentos e melhores trajetos a serem percorridos pelas ambulâncias, o que significa maior eficiência nas condutas e menos tempo no atendimento às emergências. “Isso muda todo o comportamento administrativo do Samu, além de conseguirmos, de fato, agilizar os serviços. Através do aplicativo, a equipe que já está na rua finalizando um atendimento já pode correr imediatamente para outra ocorrência. Antes, a equipe precisava vir até a base para pegar um papel e seguir com o atendimento”, destacou. A chegada do sistema também permite maior economia, uma vez que a operacionalização passou a ser feita via celular e computador. O papel e a comunicação por rádio ficaram no passado.
Publicidade

Fonte: Ascom/SMC

Publicidade

Notícias relacionadas