Rondônia, 14 de maio de 2021

NOTÍCIAS

23/04/2021 06:03

Porto Velho

O golpe das vacinas: decepção na prefeitura com a descoberta da falsa empresa

Opinião de Primeira por Sérgio Pires.

O golpe das vacinas: decepção na prefeitura com a descoberta da falsa empresa

Era visível a decepção do prefeito Hildon Chaves, na coletiva que ele concedeu à imprensa na manhã desta quinta, quando já havia estourado, em nível nacional, a ação policial que desbaratou uma falsa empresa que negociava vacinas com municípios brasileiros e ainda usava o exemplo de Porto Velho, para cooptar novos clientes. Houve – e há – de parte do Prefeito porto velhense, a melhor das intenções, em relação à compra das 400 mil doses do imunizante Oxford/Astrazeneca, que ele anunciou com grande pompa. A Prefeitura, antes de fechar o negócio, se protegeu de todas as formas possíveis, inclusive garantindo o pagamento somente 10 dias depois de que todas as vacinas tivessem sido embarcadas. Obviamente, pelas investigações policiais, fica claro que os golpistas poderiam também falsificar documentos de liberação das vacinas, até que recebessem o dinheiro. Não há ainda provas disso, mas o risco era grande. O golpe começou a ser desbaratado quando a mesma empresa, que se dizia representante da Oxford/Astrazeneca e oferecia doses de vacina com preços bem abaixo do mercado (7 dólares e 90 cents, quando o preço médio do mercado bate nos 12 dólares), começou a tentar vender o produto a outras Prefeituras, usando o negócio fechado com a Capital rondoniense, como argumento de que tudo era correto. A polícia ouviu gravações de representantes da empresa, com sede em Pernambuco, mas com um endereço falso, em que o negócio era oferecido à Prefeitura de Barra do Piraí, no Rio de Janeiro, (mais de 20 Prefeituras caíram no golpe!) usando o exemplo porto velhense. Ali começaram as desconfianças e as investigações.

Ontem mesmo o prefeito Hildon Chaves viajou ao Rio de Janeiro, para ter mais informações sobre as investigações, o inquérito e o que foi realmente apurado até agora. Os 22 milhões de reais já depositados para pagar as vacinas, estão retidos no Banco do Brasil e, certamente, voltarão aos cofres do município. Aliás, a imprensa nacional e o próprio delegado Thales Nogueira, que comanda as investigações, estão divulgando, de forma errada, que Porto Velho já pagou pelas falsas vacinas, o que a Prefeitura nega peremptoriamente. A questão do pagamento certamente será esclarecida, mas o prejuízo político é, sem dúvida, muito pesado. Grande parte da população estava esperançosa, contando com as vacinas que poderiam imunizar grande parte de todos os porto velhenses, incluindo jovens. O golpe vindo de uma falsa empresa, mesmo a Prefeitura tendo garantido que tomou todas as medidas de proteção, vai acabar sendo uma pedra no sapato do Prefeito, ao menos por algum tempo. Infelizmente, mesmo com as melhores intenções, os resultados foram muito ruins. Mas Hildon não desiste, o que é correto. Já tenta um Plano B, através de um consórcio nacional de Prefeitos, para buscar vacinas. Bem melhor do que ficar inerte, sem tentar nada!

MAIS 24.700 VACINAS CHEGARAM. JÁ SÃO QUASE 340 MIL DOSES

De surpresa, o Ministério da Saúde comunicou a Sesau rondoniense que estava enviando mais 24.700 doses de vacinas para nosso Estado. O novo lote, com maioria, pela segunda, da Oxford/Astrazeneca, chegou na tarde desta quinta-feira. Os números já apontam para mais de 340 mil doses que já chegaram ao Estado. Do total, 19.500 serão da Astrazeneca e apenas 5.200 doses da Coronavac. O novo lote deve ser utilizado para imunização de pessoas na faixa etárias dos 60 anos 64 anos, para a primeira dose e de 65 a 69 anos para a segunda dose. As vacinas também atenderão o pessoal da segurança pública, Forças Armadas e outros setores de profissionais que atuam no apoio do combate à Covid 19. Há ainda uma previsão, não confirmada oficialmente, que dentro de alguns dias, provavelmente mais para o final da semana que vem, cheguem mais um grande pacote de imunizadores, mas daí com maior número de Coronavac.

O VÍRUS NÃO DÁ TRÉGUA: CAMINHAMOS PARA CINCO MIL ÓBITOS

Enquanto isso, a doença teima em não regredir. Basta ver o número de mortes na última terça-feira, com mais um recorde em 24 horas: 60 mortes. Nada menos do que 22 em Porto Velho. O total do dia foi de 882 contaminados. Até agora, incluindo os números do Boletim 397, da quinta-feira, temos mais de 207 mil contaminados, representando 11,8 de toda a população rondoniense. Desses, mais de 192 mil se recuperaram. Há ainda 10.200 casos ativos e 158 exames de casos suspeitos, aguardando resultados. Estamos caminhando para as 5 mil mortes no Estado. Os registros chegaram a Eram 4.967 mortes até a noite da quinta-feira, representando um percentual de 2,39 por cento de óbitos entre todos os contaminados, entre as piores médias do país. Não há mais filas na UTI, porque vários pacientes se recuperaram e foram para outros leitos já com sintomas menos graves, mas muitas camas ficaram vazias por algum tempo, porque seus ocupantes morreram.

OS POBRES GANHAM CASA, MAS VIVEM SOB O DOMÍNIO DO MEDO!

Nessa semana, mais um traficante pela polícia num desses conjuntos habitacionais populares, onde a bandidagem, reunida em facções, tem total domínio, transformando a vida das pessoas de bem, trabalhadoras, que só querem ter um pouco mais dignidade, num verdadeiro inferno. A prisão foi feita depois de mais um tiroteio, no meio das casas, entre gente desesperada, vivendo sem qualquer segurança, dessa vez no conjunto Morar Melhor. Ele é mais um, assim como o Orgulho do Madeira e outros, que deveria dar nova vida para tanta gente pobre, onde o crime domina. São locais de tiroteios constantes, tráfico de drogas, violência diária, assassinatos. Sob o domínio do medo, centenas de famílias acabam achando que na miséria como viviam antes, em casebres e locais insalubres, ao menos suas vidas e de seus filhos não corriam risco de terminarem sob balas assassinas. E o pior é que a polícia faz operações, prende esses canalhas, mas logo depois a Justiça é obrigada a soltá-los, por causa das leis de proteção ao crime, que envergonham todos os brasileiros de bem. Uma tristeza.

A PONTE ESTÁ PRONTA, MAS NÃO SERÁ ABERTA TÃO CEDO!

O noticiário oficial, de vez em quando, contorna informações importantes. É o caso em que se aborda a inauguração da nova ponte sobre o rio Madeira, na Ponta do Abunã, a mais importante obra federal da região norte, concluída depois de mais de seis anos de construção. Comentários sobre que a ponte “será inaugurada em breve”, e que há “expectativa” da presença do presidente Bolsonaro, deixa atônitos os que já foram informados da presença não só do Presidente da República, como do ministro Tarcísio de Freitas; dos governadores Marcos Rocha, de Rondônia e Gladson Cameli. Ora, ou o Presidente confirma o que já está noticiado há meses, de que vem inaugurar a ponte ou desistiu e não virá mais. Não existe “expectativa”. Enfim, a verdade é que a ponte está pronta, poderia ser aberta ao tráfego já nessa semana, mas só o será quando Bolsonaro vier. Um pequeno atraso poderá ocorrer porque ainda há uma chance concreta de que ela receba iluminação, numa negociação entre Dnit, Emdur, da Prefeitura de Porto Velho e da empresa Energisa. O resto é só o que se chama num inglês bem conhecido como “enrolation!”.

CAMINHONEIROS CONTAM AS HORAS PARA NÃO PAGAREM A TRAVESSIA

Quando for, finalmente, aberta ao tráfego, além de ligar por terra toda a Ponta do Abunã (os distritos são Fortaleza do Abunã, Vista Alegre do Abunã, Extrema e Nova Califórnia), todos pertencentes a Porto Velho, além do Acre, a nova ponte vai representar uma grande economia para motoristas e caminhoneiros. Há décadas o serviço de traslado de um lado ao outro é feito por balsas, que cobram preços salgados, dependendo do tamanho do veículo que levam e trazem. Para se ter ideia, de um veículo de passeio, por exemplo, a tarifa cobrada é de 20 reais, ou seja, 40 reais ida e volta. Os valores variam conforme o tamanho e peso do veículo. Uma caminhonete com reboque paga 38 reais. Mas os grandes beneficiados serão os motoristas e as transportadoras. Dependendo da tonelagem e do número de eixos, um caminhoneiro pode pagar, hoje, até 290 reais pela travessia. Compreende-se, por isso, o que centenas e centenas de transportadores, que levam e trazem cargas do Acre e de outras regiões próximas, estão aguardando, ansiosos, para que a ponte, com custo zero para eles, seja aberta o mais rápido possível.

DEPUTADOS APROVAM LEI QUE MUDA ESTRUTURA AMBIENTAL DO ESTADO

Não foi uma decisão fácil. A pressão sobre o presidente Alex Redano, da Assembleia Legislativa, foi muito forte, para que ele empurrasse com a barriga projeto que altera limites de reserva extrativista e parque estadual, em Rondônia, o que beneficia centenas de famílias que vivem da terra. A pressão e a coragem de cumprir a promessa de colocar o projeto 080 em votação, aliás, foram destacadas por vários parlamentares, entre eles o ex-presidente Laerte Gomes. A alteração dos limites da Reserva Extrativista Jaci-Paraná e do Parque Estadual de Guajará Mirim, abre a possibilidade de legalização de áreas para produtores que há décadas vivem e produzem na região, foi feita através de projeto encaminhado pelo governador Marcos Rocha, ao parlamento rondoniense. A contrapartida, para que não haja qualquer prejuízo ambiental no Estado, o projeto aprovado em duas votações e que já foi encaminhado à sanção de Rocha, prevê a criação de outras seis Unidades de Conservação. O relator foi o deputado Jean Oliveira, vice-presidente da ALE. A intenção é abrigar gente que trabalha nas duas áreas praticamente todas as suas vidas. Haverá, claro, protestos, mas a nova lei foi aprovada por ampla maioria dos parlamentares.

POBRE BRASIL! ESTAMOS SOB O MANDO DA INVERSÃO DE VALORES

O PSTF, que de mais importante tribunal do país tem transformado suas decisões como se braço político fosse, confirmou mais uma de suas proezas. Transformou o ex-juiz Sérgio Moro, um dos ícones da Justiça brasileira, em réu, ao considerá-lo suspeito no julgamento do ex-presidente Lula e quem era réu, condenado por vários crimes em duas instâncias, agora é apenas uma vítima de uma armação que teria se formado para colocá-lo como criminoso. Os votos pró Lula foram de sete ministros, que já formaram a maioria: Gilmar Mendes, Nunes Marques, Alexandre de Moraes, Ricardo Lewandowski, Dias Toffoli, Cármen Lúcia e Rosa Weber). É algo lamentável, a que o país assiste atônito, em que o STF, por sua maioria, inverte os valores, tornando Sérgio Moro como se ele fosse um marginal, que, em conluio com procuradores da Lava Jato, criaram um esquema para condenar Lula, pobre coitado, que teria sido injustamente preso. É bom lembrar também que o ministro Gilmar Mendes já alertou que, caso Lula ingresse na Justiça pedindo indenização pelos 500 e poucos dias que passou na prisão, no agora livre das acusações, terá direito a uma polpuda indenização.

PERGUNTINHA

Você acredita que Estados e Municípios vão conseguir comprar vacinas ou elas só chegarão por distribuição do governo federal, através do Ministério da Saúde?


Fonte:Sérgio Pires





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...