Rondônia, 27 de novembro de 2020

NOTÍCIAS

28/10/2020 06:48

Porto Velho

Partidos e líderes políticos fogem da eleição e cidade já sabe quem será eleito

Opinião de Primeira por Sérgio Pires

Partidos e líderes políticos fogem da eleição e cidade já sabe quem será eleito

Com cerca de 40 mil habitantes, uma cidade média entre as comunidades de Rondônia acabou, mais uma vez, colocando-se como destaque nacional, por uma particularidade importante: é o único município do Estado que tem apenas um candidato à sua Prefeitura. Em nível nacional, apenas 106 das 5.568 (ou menos de 2 por cento), seguirão o mesmo exemplo de Pimenta Bueno. A diferença é que, deste total de cidades, a grande maioria é de comunidades muito pequenas. Engenho Velho, no Rio Grande do Sul, por exemplo, só tem mil eleitores. Pimenta, nesse grupo, é a maior das cidades com candidato único. A cidade teve, na eleição de 2018, um total de 26.262 eleitores. Neste ano, perto de 28 mil estarão aptos a votar. Todos só verão na urna eletrônica a foto, o nome e o número do atual prefeito, Arismar Araújo, o Delegado Araújo. Se apenas ele votar nele mesmo, já estará eleito para um segundo mandato Apenas ele, que cumpriu um mandato tampão, depois que a Justiça Eleitoral cassou o mandato da prefeita eleita Juliana Roque, se habilitou a colocar seu nome perante o eleitorado. Delegado Araújo teve 80 por cento dos votos quando substituiu Juliana e, certamente esse fator, também foi determinando para que seus adversários fugissem da briga. Partidos fortes como o PT, o MDB, o PSL, o PTB e outros, preferiram não lançar candidatos, num evento inédito na política rondoniense.

Pimenta Bueno tem mesmo histórias diferentes. Essa da candidatura única é apenas uma delas. A cidade tem, por exemplo, eventos anteriores que a destacaram em nível estadual e nacional. O primeiro ocorreu em 1912, quando o Marechal Rondon passou pela localidade e a partir dali se fundou um povoado que, mais de um século depois, se transformou numa cidade progressista, chegando aos 40 mil habitantes. Com sua economia baseando-se na agricultura, Pimenta se tornou também um Polo Têxtil, que há cinco anos atrás já faturava algo em torno de 13 milhões de reais. Outro acontecimento seria cômico, não fosse trágico. Ali que se registrou a mais demorada obra pública de toda a história de Rondônia e uma das mais demoradas do país. O viaduto da cidade, só foi entregue 22 anos depois de iniciado. Agora, Pimenta vive o terceiro grande evento. É a única cidade de Rondônia que terá apenas um candidato. O prefeito Arismar Araújo Lima vai à reeleição e, se apenas ele votar nele mesmo, já estará eleito. No país todo, teremos 570 mil candidatos e são raríssimas as cidades que terão candidato único à Prefeitura. O que aconteceu com as lideranças políticas da cidade? Onde estão os partidos políticos, que preferiram lavar as mãos do que enfrentar o julgamento do eleitor? Não se faz a verdadeira democracia com candidatura única. É o pluralismo e a alternância no poder que consolidam o processo democrático e não esse péssimo exemplo dos partidos e de lideranças de uma importante comunidade rondoniense. Parabéns ao prefeito reeleito de Pimenta, faltando ainda 17 dias para a eleição!

ENERGISA: RESCISÃO DE CONTRATO E 1 BI E 700 A MAIS DE DÍVIDA

Enquanto o pau canta na CPI da Energisa, contra a empresa, ela continua dizendo que está fazendo um bom trabalho e respeitando a população. Enquanto isso, o presidente da CPI, deputado Alex Redano, divulga nas redes sociais que a Justiça Federal já pediu documentos e conclusões da CPI. “A Justiça Federal , através da juíza Grace Anny de Souza Monteiro, vai analisar, em breve, o pedido de rescisão de contrato em ação civil pública!”, informou, divulgando também o documento com o pedido. Já o relator Jair Montes divulgou vídeo nas redes sociais, ironizando as informações levadas à CPI pela empresa e informou que um dos resultados direitos da Comissão, foi que ela conseguiu judicializar uma dívida de mais de 1 bilhão e 729 milhões que a empresa tem para com os cofres do Estado. Há um clima totalmente adverso à distribuidora, dentro da CPI. O relatório que ficará pronto até o dia 10 vai pedir a rescisão do contrato com o Estado.

EMPRESA CONTINUA DIZENDO QUE ESTÁ TUDO BEM

Embora seja uma empresa privada e devesse pagar pelo espaço ocupado na mídia, para fazer sua propaganda, aqui nesse espaço democrático dá-se esse direito à Energisa. Atacada, pode se defender. A nota a seguir veio da assessoria da empresa: “A Energisa está rigorosamente em dia com todas as suas obrigações tributárias. A empresa possui alguns processos tributários, referentes à gestão anterior da Ceron, que estão sendo discutidos nas esferas administrativa e judicial há mais de uma década. A Energisa está confiante no plano de trabalho que desenvolveu para Rondônia. As obras de modernização, ampliação da capacidade e construção de infraestrutura para interligação de sistemas isolados em todo o estado aumentam a oferta e melhoram a qualidade da energia fornecida, com resultados que já se refletem nos indicadores de qualidade da concessão, que são reportados mensalmente para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel)”.

AÉLCIO ABUSOU DA MÍDIA? TSE PODE TIRAR O MANDATO DELE

Ainda há vários recursos, mas a situação do deputado Aélcio da TV, cassado por decisão monocrática do ministro Luis Felipe Salomão, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pode se complicar. Ele já havia sido cassado pelo TRE rondoniense, acusado de abuso do poder econômico, já que teria utilizado irregularmente a mídia, fora dos prazos determinados pela legislação eleitoral, beneficiando-se, ilegalmente, segundo a decisão, na disputa eleitoral de 2018, quando ele concorreu a mais um mandato de deputado estadual. Ele foi reeleito pelo PP, como o 14º mais votado entre os 24 parlamentares, na última eleição, com 10.311 votos, dos quais mais de 9 mil apenas em Porto Velho. Com um mandato voltado à educação, Aélcio colocou em seu gabinete um placar, anunciando o quanto havia economizado das verbas que recebe como deputado. O processo se arrastou durante praticamente dois anos, até que tenha caído no TSE. O deputado do PP ainda pode pedir que o caso seja julgado pelo pleno, já que a decisão foi monocrática e recorrer a outros poucos recursos.

“É UM NOME SEM MÁCULA”: RIBAMAR PODE ASSUMIR NA ALE

Haverá ainda alguns prazos a serem cumpridos, onde o deputado Aélcio da TV poderá tentar recuperar seu mandato. Caso não o consiga, quem entra na Assembleia é um político que faz falta em qualquer parlamento. Ribamar Araújo, que teve uma atuação sempre destacada, priorizando a produção rural e nunca se envolvendo em qualquer malfeito. Com 8.724 votos, Ribamar, do PR, ficou na primeira suplência da coligação e entra na vaga de Aélcio, caso a cassação do mandato seja confirmada. A coligação que o colocou na primeira suplência de Aélcio era formada por quatro partidos: PP / PTB / PR / SOLIDARIEDADE. Ribamar também já concorreu à Prefeitura de Porto Velho e a de Candeias do Jamari. É considerado um dos políticos mais respeitados, por sua longa vida pública, livre de qualquer envolvimento com a mínima irregularidade. O presidente do seu partido, o PR, deputado Luiz Cláudio, assim o definiu: “Ribamar Araujo é um nome sem mácula, tem uma conduta pública impecável”.

MORTES DOS PMS: ASSASSINOS AINDA NÃO FORAM PEGOS

Caminhando para fechar o mês do assassinato de dois Policiais Militares e, numa Fazenda em Mutum Paraná, há boas e más notícias sobre os crimes brutais e covardes, cometidos por grupos ligados a sem terra que dominam a região. Os assassinatos foram cometidos numa Fazenda onde o tenente da Reserva, José Figueiredo Sobrinho pescava com amigos. Identificado como policial pelos criminosos, ele foi fuzilado com vários tiros. Quando tentava resgatar o corpo do colega, o Sargento Márcio Rodrigues da Silva foi alvejado e morto. Uma terceira vítima – e essa é a boa notícia – o Tenente Fredson Amorim Ferraz, que levou um tiro de fuzil no abdomem, depois de várias cirurgias e longo tratamento, está fora de perigo. Vai sobreviver, embora ainda não se sabe se haverá sequelas. Qual a má notícia, então? Há duas. A mais importante é que, depois de todo esse tempo, os matadores de policiais ainda não foram presos e apresentados ao público pelas autoridades. A outra: a LCP, que é especialista em guerrilha, está se arregimentando para novas invasões na região onde os crimes ocorreram.

COMEÇA PROCESSO CONTRA LEBRÃO NA ASSEMBLEIA

O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa, criado em 2015, mas instalado oficialmente agora, é presidido pelo jovem deputado Ismael Crispim. E o primeiro caso que vai analisar é daqueles complexos, porque envolve denúncias contra o mais antigo parlamentar da ALE rondoniense, o deputado José Lebrão. Ele foi filmado, recebendo dinheiro de propina, na mesma operação policial que culminou com a prisão de quatro prefeitos e um ex deputado. A prefeita Gislaine Lebrinha, filha de Lebrão, continua presa, junto com os demais. Ao falar sobre o caso, nesta terça, Crispim deixou claro que irá seguir todos os passos dentro da legalidade, concedendo a Lebrão amplo direito de defesa, como se faria com qualquer parlamentar sobre quem há acusações. O presidente da Comissão disse que “é necessário que se cumpram todos os tramites processuais Lebrão terá até dez sessões para apresentar sua defesa. Depois, haverá uma sucessão de reunião da Comissão de Ética, para analisar todo o caso. O processo é longo, mas está dentro do que determina a legislação. O caso vai andar, no parlamento rondoniense Fazem parte ainda da Comissão de Ética os deputados Jair Montes, Alex Redano, Marcelo Cruz e Edson Martins.

CAMPANHA ESPERA PELA SEGUNDA PESQUISA DO IBOPE

Enquanto isso, a disputa pela Prefeitura de Porto Velho continua com poucas novidades. O grupo que tem mais chances; o grupo dos intermediários e o grupo que não tem chance alguma (esse é o maior, com cerca de dez dos 17 postulantes), continua numa campanha fraca, sem emoção, sem grandes temas debatidos, mas, enfim, não se pode querer muito mesmo num momento de pandemia, em que os candidatos têm acesso restrito ao eleitorado. Os da turma que pode chegar ao segundo turno, aguardam com expectativa a segunda pesquisa do Ibope, que deve ser anunciada nos próximos dias. Haverá alguma mudança nos percentuais da primeira, que colocaram Hildon Chaves bem à frente dos demais concorrentes? Vinicius Miguel continuará na segunda posição? E como estarão Breno Mendes, Williames Pimentel, Cristiane Lopes e Lindomar Garçon? Algum dos nomes menos conhecidos e que ficaram atrás na primeira análise do Ibope, terá conseguido melhorar sua performance? Não há indícios concretos de que o quadro tenha mudado, mas, numa campanha completamente diferente, não há como responder a tantas perguntas. O quadro parece caminhar para Hildon Chaves indo para o segundo turno. A grande dúvida é: quem irá contra ele? Mais perguntas, menos respostas.

PERGUNTINHA

Você atendeu o chamamento do PT de Rondônia, para comemorar nas ruas o 75º aniversário do ex presidente Lula, nesta terça-feira?


Fonte:Sérgio Pires





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...