Rondônia, 05 de dezembro de 2019

NOTÍCIAS

15/10/2019 07:04

Porto Velho

Tentativa de derrubar secretário da Educação foi engendrada dentro da Seduc

Opinião de Primeira por Sérgio Pires

Tentativa de derrubar secretário da Educação foi engendrada dentro da Seduc

Foi fogo amigo! Foi uma tentativa de dentro, das entranhas da Seduc, para tentar derrubar o secretário Suamy Vivecananda. Se o governador Marcos Rocha tivesse caído na pegadinha, Suamy teria voado e os responsáveis pela tentativa de golpe teriam saído vencedores. Pelo menos um deles seria indicado pelo grupo para comandar a Educação no Estado. Explicando: tanto o titular da Seduc quanto o Governador foram levados ao erro, pela divulgação de uma tabela com dados absolutamente fora do contexto, do novo piso nacional dos professores. A armação foi feita sem que as duas autoridades se dessem conta do problema. Tanto Rocha quanto Suamy comemoram os novos ganhos dos professores, com valores muito maiores do que eles realmente têm direito, quando a bomba estourou. O Sintero, esperto, já tinha informações de que a tabela divulgada não era a correta, mas mesmo assim comemorou os números apresentados. Foi uma Vitória de Pirro, porque pouco depois foram feitas as correções. E partir do momento em que se começou a levantar o tapete sobre o que realmente teria ocorrido, cabeças começaram a rolar na Seduc. E obviamente não a de Suamy, porque logo se soube que o secretário também fora vítima de uma espécie de “golpe de Estado”, perpetrado contra ele, dentro da secretaria que comanda.

No episódio todo, destacou-se a ação do chefe da Casa Civil, Júnior Gonçalves. No programa Papo de Redação na TV (SicTV/Record, sábados, 12h30 às 14), o jornalista e apresentador Everton Leoni deu detalhes dos bastidores, elogiando a ação de Júnior (veja o comentário e mais detalhes na íntegra pelo link https://www.youtube.com/watch?v=zJ-knvkO_qw&feature=youtu.be). Foi a intervenção de Júnior que amenizou a crise, colocou todas as informações na mesa; informou o Governador, que estava fora do Estado, a cada instante; se reuniu com o Sintero e com a Seduc e conseguiu aplacar todo o temporal que já estava formado. Ao mesmo tempo, foram sendo descobertas as ações que levaram ao erro e quem as praticou, segundo os levantamentos dos setores de informação do governo. As primeiras cabeças já foram para o cadafalso. Outras tantas irão durante essa semana Gente graúda na Seduc estaria envolvida. Por enquanto, o assunto está sendo tratado apenas internamente. Everton chegou a chamar de “podridão”, o que aconteceu em todo esse lamentável episódio. Mas é questão de tempo para que todos os nomes e todas as ações, praticadas pelas costas e para atingir Suamy e a estrutura de Governo, sejam conhecidas. Há poucos segredos invioláveis na administração pública nesses tempos de redes sociais escancaradas. Poucas são as ações que ficam entre quatro paredes. Aguardemos pois!

A NOVELA SEM FIM DA PONTE

Voltemos a falar sobre a ponte do rio Madeira, na Ponta do Abunã. Novas informações dessa semana, dão conta que não, não houve ainda liberação dos novos recursos para a conclusão de mais um trecho de 440 metros da ponte, que faltam para que não corra risco de afundamento no acesso do lado de cá do rio. Todo o projeto original foi cumprido, até que a Agência Nacional das Águas (Ana), determinou nova cota para a construção do acesso. A cota era 92 e passou para 100, ou seja, oito metros a mais do que o original. Com isso houve necessidade de um projeto adicional e um novo processo para que os recursos necessários a esse acréscimo na obra possa ser concluído. O aumento da ponte em 440 metros já foi autorizado, mas não o dinheiro necessário. Se não houve mobilização das autoridades acrianas e rondonienses; se as bancadas federais dos dois Estados não se mobilizarem, não se tem ideia de quando a ponte poderá, finalmente, ser aberta ao trânsito. O que já se tem certeza: a obra não será inaugurada mais esse ano. Quando, em 2020? Só Deus sabe...

A BELMONT, OUTRA VEZ SEM SAÍDA

Outra obra, daquelas que parecem se tornar um problema infernal e eterno, é a que não foi feita, até hoje, na Estrada do Belmont. Mal começou a temporada de chuvas e os problemas já se acentuaram. Nesta segunda, até um ônibus escolar ficou preso ao tráfego, com as crianças tendo que esperar longo tempo até poderem sair. Vários caminhões também ficaram sem ter como se deslocar, pela situação caótica do trecho, no bairro Nacional. Empresas de transporte, principalmente de combustíveis e derivados de petróleo, estão ameaçando mudar para Humaitá. O governo do Estado diz que só poderá fazer a obra a partir do ano que vem, quando tiver orçamento, embora corra o risco de perder até 1 bilhão de ICMS por ano, caso as transportadoras realmente decidam ir se instalar no nosso vizinho Amazonas. Por enquanto, não se sabe qual será o final dessa complexa história.

UMA MULTIDÃO ENVOLTA NA ALEGRIA

Tem que se tirar o chapéu para a festa das crianças que a Prefeitura de Porto Velho organiza há três anos. Com custo quase zero aos cofres públicos, já que os gastos são apenas ligados à infra estrutura do local da festa, são reunidas mais de 70 mil pessoas, segundo os organizadores, como aconteceu novamente no último sábado, no Parque dos Tanques. Muito do sucesso do evento se deve ao trabalho, duro e voluntário, da primeira dama, Ieda Chaves, uma empresária de sucesso que sabe como conseguir parceiros para realizar um evento desse porte. Com seu esforço pessoal e uma pequena equipe, ela conseguiu, por exemplo, nada menos do que mil bicicletas para sortear entre a multidão de crianças presente ao encontro de sábado. Novecentas foram entregues no Parque dos Tanques e outras 100 nas festas menores realizadas nos distritos. É um acontecimento emocionante, com cenas inesquecíveis, registrando a alegria e a felicidade da criançada, com praticamente nenhum gasto dos cofres públicos. O casal Hildon/Ieda Chaves sabe mesmo preparar e comandar uma festa para os pequenos. Que ela venha ainda maior e melhor no ano que vem!

STF PODE SOLTAR 195 MIL PRESOS

O STF pode tomar uma decisão, nesta quinta-feira, que libertará algo em torno de 195 mil prisioneiros em todo o país. Todos estão cumprindo pena por condenação em segundo grau. Obviamente, um deles é o ex presidente Lula, aquele que boa parte do país quer que apodreça na cadeia e uma minoria faz de tudo para que ele seja libertado. Mesmo já tendo decidido quatro vezes, desde 2015 de que é legal a prisão depois de decisão judicial de segunda instância, os ministros podem agora tomar uma decisão diferente, que valerá para todos os casos. O tema ainda precisa ser analisado de forma ampla, com o chamado efeito "erga omnes", quando vale para todos os casos similares na Justiça e tem cumprimento obrigatório. Estamos a um passo de uma decisão vital para o país. Ela pode manter a situação como está ou, por exemplo, praticamente acabar com a Lava Jato. Quinta à noite, já saberemos se o Brasil andou novamente para trás, em relação aos criminosos ou se vamos combatê-los de verdade!

QUASE 78 MIL PARTICIPARÃO DO ENEM

Certamente haverá mudanças significativas nas provas do Enem deste ano, a serem realizadas no mês que vem. É digno de registro, também, o crescimento de cerca de 25 por cento no número de rondonienses inscritos para o Exame. No ano passado, 61.933 participaram das provas. Neste ano, a previsão é de que o número de inscritos pode chegar perto de 78 mil, num dos índices de maior crescimento percentual do país. Temas de Redação do Enem nos governos do PT, questões ideológicas da esquerda devem desaparecer das provas desse ano. A previsão é de professores de cursinhos e especialistas no assunto. Assuntos como as causas LGBT, racismo, feminismo, aborto, ideologia de gênero e sexualidade, devem desaparecer da prova. Também é pouco provável que sejam abordados assuntos relacionados com os projetos do governo, à direita, do presidente Jair Bolsonaro. As provas do Enem serão aplicadas em 3 e 10 de novembro próximo. Em Rondônia, há nada menos do que 78 mil inscritos para o Enem deste ano.

CDL SORTEIA BARRAS DE OURO

O comércio de Porto Velho está esperando um final de ano com um crescimento de vendas acima do ano passado. As promoções no comércio já tiveram bons resultados. Os números definitivos ainda estavam sendo fechados nesta segunda, mas houve um aumento de vendas no Dia da Criança um pouco acima do esperado. Na reta final do ano, a Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) fará vários sorteios, começando essa semana e indo até o Natal. Ao invés de carros zero, como em anos passados, em 2019 a premiação será em barras de ouro, algo inédito nas promoções da CDL. A reação do comércio varejista tem sido uma constante nesse ano, embora com percentuais ainda pequenos. A partir de agora, contudo, a expectativa é de que as vendas deem um salto importante, antevendo um 2020 ainda melhor para o setor. Veremos ser isso vai mesmo se confirmar...

A SEDAM MUDOU MESMO?

Há descontentamento de parte de servidores da Sedam, em relação a algumas coisas que estariam acontecendo no órgão. Um recado à coluna dá conta que poderosos do governo anterior, por exemplo, continuam dando ordens, mandando e desmandando em algumas áreas do órgão. A mensagem inclui ainda protestos sobre o que seria algum exagero no número de diárias e, ainda, que a Secretaria ainda estaria “travando” muitas iniciativas de negócios no Estado. As informações vindas da Sedam dão conta que o órgão está mais ágil do que sempre foi e que os resultados até agora são bastante positivos. Na verdade, para os servidores que informaram a coluna, as mudanças profundas, prometidas no atual Governo, estariam longe de acontecer. Tem mais: os protestos incluem o fato de que, no Ibama do Estado, quem continua mandando é a turma do PT. E agora?

PERGUNTINHA

Você ainda tem paciência para ouvir que há vozes defendendo ladrões, pedindo liberdade para chefe de quadrilha, berrando pelos direitos humanos de criminosos ou também encheu a paciência com esse tipo de gente?


Fonte:Sérgio Pires





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...