Rondônia, 19 de maio de 2019

NOTÍCIAS

07/03/2019 08:10

Brasil

Saiba como identificar os sintomas de um AVC

O derrame é a segunda principal causa de morte, segundo a OMS

Saiba como identificar os sintomas de um AVC

Você sabia que o acidente vascular cerebral (AVC) é a segunda principal causa de morte e a terceira de incapacidade no mundo? A informação é de relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS). Mas como identificar os sintomas do derrame, que podem ser confundidos facilmente com outras doenças?

Conheça alguns indícios dessa doença silenciosa.

Em 2015, 6,2 milhões de pessoas morreram vítimas de um AVC, segundo a OMS. O derrame, que perde apenas para a doença cardíaca isquêmica, está em segundo lugar de levantamento da organização sobre as 10 principais causas de morte no mundo.

De acordo com a OMS, o AVC é a morte súbita de algumas células cerebrais devido à falta de oxigênio quando o fluxo sanguíneo para o cérebro é perdido por bloqueio ou ruptura de uma artéria no cérebro.

Quando se trata de detectar acidentes vasculares cerebrais e obter ajuda, quanto mais rápido, melhor. Isso ocorre porque o tratamento imediato pode fazer a diferença entre a vida e a morte - ou a diferença entre uma recuperação completa e uma deficiência a longo prazo.

Para identificar os sintomas de um AVC, a American Stroke Association (ASA) aconselha que seja feito o F.A.S.T., do inglês: face (rosto), arms (braços), speech (fala) e time (tempo). A maioria dos casos de AVC pode ser identificado apenas com esse teste.

É a primeira etapa do F.A.S.T. Um lado do rosto está caído? Peça à pessoa para sorrir. O sorriso da pessoa está desigual, desarmonioso?

A pessoa sente fraqueza nos braços? Peça à pessoa para levantar os dois braços. Um deles está mais baixo que o outro ou não consegue levantar? Fique em alerta.

Peça para a pessoa dizer uma frase simples. Fala com dificuldade? A linguagem é lenta, arrastada ou de forma estranha?

De acordo com o ASA, se alguém apresentar algum desses sintomas, mesmo que desapareçam, ligue para a emergência e informe que pode ser um AVC. A ajuda será enviada imediatamente.

O tempo é importante, reforça a entidade, que ressalta ainda que a ajuda deve ser pedida com urgência, mesmo se não tiver certeza de que os sintomas são de um AVC.

Na ligação à emergência, informe os sintomas que apareceram a quem atender o telefonema.

A organização revela que outros sintomas podem aparecer separadamente, em combinação ou com sinais do F.A.S.T.

A pessoa sente uma confusão súbita, dificuldade em falar ou entender o discurso?

Outros sintomas que podem aparecer é o adormecimento repentino ou fraqueza no rosto, braço ou perna. Especialmente em um lado do corpo.

Problemas ao andar, tonturas, perda de equilíbrio ou coordenação motora podem ser outros sintomas de derrame.

Dor de cabeça muito intensa e sem causa conhecida.

Há duas variações do derrame: o AVC Isquêmico e o AVC hemorrágico.

AVC Isquêmico - Esse é tipo de AVC mais comum na população, atingindo cerca de 80% dos pacientes. Essa variação do derrame se dá pela falta do fluxo sanguíneo para o cérebro.

Subtipo do AVC Isquêmico - Dentro dessa variação de derrame, há ainda o Ataque Isquêmico Transitório (AIT), que se caracteriza por entupimento passageiro em um dos vasos sanguíneos.


Fonte:Notícias ao Minuto





Últimas notícias

Carregando...

Notícias relacionadas

Carregando...
Carregando...